---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


IBGE abre seleção com 7,7 mil vagas em Santa Catarina

Publicado em 12/03/2020 às 14:42 - Atualizado em 12/03/2020 às 14:43

IBGE
Créditos: Divulgação Baixar Imagem

 

 

O IBGE divulgou os editais do processo seletivo simplificado para trabalhar no Censo Demográfico 2020. O instituto está abrindo, em todo o Brasil, 208.695 vagas, 7.675 delas em Santa Catarina.

 

A organizadora do processo seletivo será o Cebraspe (www.cebraspe.org.br). As vagas são para as funções de Recenseador, Agente Censitário Municipal (ACM) e Agente Censitário Supervisor (ACS). A seleção para ACM e ACS será em prova única, 17 de maio. A prova para Recenseador será uma semana depois, 24 de maio.

 

Das vagas para Santa Catarina, 244 são para Agente Censitário Municipal, com remuneração de R$ 2.100, e 814 são para Agente Censitário Supervisor, com remuneração de R$ 1.700. Na prática, os valores são maiores, havendo adicionais de férias e 13o salário proporcionais e auxílios alimentação, transporte e pré-escolar.

 

Para Recenseador há 6.617 vagas, e o pagamento é por produção – no site do IBGE há um simulador onde os candidatos podem verificar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país.

 

Um detalhe importante: as pessoas que trabalharam recentemente como temporários, para o

IBGE ou qualquer outro órgão público, também poderão ser recontratados caso sejam aprovados nesses processos seletivos do Censo 2020.

 

A seleção para Recenseador

O Recenseador é quem faz a coleta de dados do censo em entrevistas com os moradores.

O nível de escolaridade exigido para a função é o fundamental completo. A inscrição para o

processo seletivo custa R$ 23,61 e pode ser feita no site do Cebraspe.

 

A prova para Recenseador será aplicada em todos os municípios catarinenses. Haverá a possibilidade de seleção por localidade, permitindo aos candidatos concorrerem a vagas inclusive em comunidades e atuarem, se aprovados, nas imediações de onde vivem. Os aprovados no processo passam depois por um treinamento eliminatório e classificatório realizado pelo IBGE, com duração de cinco dias e carga de oito horas diárias. Ao final, fazem um teste e precisam obter pelo menos 50% de acertos. Para serem aprovados, também têm que frequentar pelo menos 80% do curso. Atingindo essa frequência, ganham uma ajuda de custo.

A vaga oferecida é temporária. O contrato é renovado a cada mês, com base em cumprimento

de prazos e produtividade, e a previsão é de três meses de trabalho. Esse prazo pode ser prorrogado se isso for necessário para concluir o censo e se houver recursos orçamentários.

O treinamento e a contratação dos Recenseadores devem ocorrer em julho.

A função não tem horário fixo, mas é esperado que o Recenseador se dedique pelo menos 25

horas por semana, inclusive em feriados e finais de semana. É possível completar mais de um

setor censitário ao longo da coleta, aumentando a remuneração. A prova objetiva dos candidatos a Recenseador terá 10 questões de Língua Portuguesa, 10 de Matemática, 5 de Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos.

 

A seleção para agentes

O Agente Censitário Municipal gerencia o posto de coleta e fica à frente de ações administrativas (ligadas ao controle e à gestão dos recursos humanos e materiais) e técnicooperacionais (gerenciamento dos Recenseadores e ACSs, orientação da coleta de dados). O Agente Censitário Supervisor tem como principal função acompanhar, avaliar e orientar os Recenseadores durante o trabalho de campo. Além disso, lida com questões técnicas, de informática e administrativas, como renovação de contratos.

As duas funções exigem o ensino médio completo. A inscrição do processo seletivo tem o valor de R$ 35,80 e pode ser feita no site do Cebraspe. A prova para agentes ocorrerá nas cidades onde houver vagas, que podem ser consultadas no edital. Em Santa Catarina, 205 dos 295 municípios (69,5%) têm vagas para agentes.

A contratação das duas funções está prevista para meados de junho. A carga horária dos Agentes Censitários é de 40 horas semanais. A prova objetiva dos candidatos a agentes terá 10 questões de Língua Portuguesa, 10 de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 de Ética no Serviço Público, 15 de Noções de Administração / Situações Gerenciais e 20 de Conhecimentos Técnicos. Mais detalhes sobre as provas constam nos editais, disponíveis no site do Cebraspe.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar