---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Inicia a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra o Sarampo

Publicado em 18/11/2019 às 11:19 - Atualizado em 18/11/2019 às 11:19

Sarampo
Créditos: Divulgação PMDE Baixar Imagem

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo entra na segunda fase nesta segunda-feira (18) em todas as cidades catarinenses focada em adultos jovens, inclusive em Dona Emma. A etapa é destinada a pessoas com idade entre 20 e 29 anos, e segue até o dia 30 de novembro, quando será realizado o dia D de vacinação para esse grupo.

O público-alvo da segunda fase da Campanha de Vacinação contra o sarampo são os jovens adultos por estarem mais vulneráveis à doença. No entanto, pessoas das demais faixas etárias também podem procurar as unidades de saúde para receber a vacina.

O Dia D é no dia 30 de novembro, sábado, das 08h às 17h, onde a Unidade Integrada de Saúde Mario Frare estará aberta para atender a todos com vacinação.

Confirma quem precisa tomar a dose:

- bebês entre seis e 11 meses: dose zero

- crianças com um ano: dose um

- crianças com um ano e três meses: dose dois e última dose por toda a vida

Aqueles que não sabem se já estão imunizados, precisam atualizar a situação vacinal de acordo com a faixa etária:

- de 20 a 29 anos: duas doses

- de 29 a 39 anos: uma dose

O sarampo é uma doença viral, extremamente contagiosa. O vírus se espalha facilmente pelo ar por meio da respiração, tosse ou espirros e pode ficar até duas horas no ambiente. Uma pessoa com sarampo pode transmitir a doença para uma média de 12 a 18 pessoas que nunca foram expostas ao vírus anteriormente ou que não tenham se vacinado. A única forma de se prevenir é com a vacinação.

Os principais sintomas do sarampo são: febre, tosse, coriza, aparecimento de manchas vermelhas no corpo e olhos avermelhados.

 “Vacinar é um ato de responsabilidade, além de se proteger, você está ajudando evitar a transmissão dessa doença, pois já temos casos registrados em Santa Catarina, e quanto mais vacinarmos pessoas menos risco de desencadear um surto”, enfatiza a vacinadora e técnica de enfermagem Cátia Fritz Batista Leite.

A vacinadora também lembra de as pessoas levarem a carteirinha de vacinação e aproveitarem para atualizar as vacinas.